Voltar

Educação

Professores afirmam que 20 mil vagas são insuficientes para necessidades das escolas

Educação

Professores afirmam que 20 mil vagas são insuficientes para necessidades das escolas

Foto: Freepik

As federações nacionais da educação (FNE) e dos professores (Fenprof) consideram que as 20 mil vagas disponibilizadas para a fixação dos docentes nas escolas são insuficientes para suprimir as necessidades que as escolas enfrentam.

Na passada terça-feira, dia 19 de março, foi publicada em Diário da República, a portaria que determina a abertura de 20 853 vagas em quadros de escola, para que professores vinculados nos quadros de zona pedagógica (QZP) possam aproximar-se de casa e fixarem-se numa escola específica.

O diploma determina ainda a abertura de 7 077 vagas para a vinculação aos quadros do Ministério da Educação de docentes contratados.

As duas principais estruturas representativas dos professores consideraram hoje que os lugares disponibilizados para os concursos interno e externo deste ano são insuficientes e não respondem às necessidades dos estabelecimentos de ensino.

“Representando estes números um avanço quando comparados com anos anteriores, a FNE considera que não são os suficientes para responder às reais necessidades das escolas”, escreve a federação em comunicado.

Preocupada com a persistente falta de professores, a FNE sublinha que os alunos ainda estão a recuperar do impacto da pandemia da covid-19 nas aprendizagens, exigindo por isso mais profissionais.



PUB
PUB
PUB

Música

Ana Bacalhau celebra a luta das mulheres em "Por Nos Darem Tanto"

Acabou de tocar...

BEJA meteorologia
Top
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.