Nilza de Sena

A sala encheu para ouvir a primeira intervenção  pública da cabeça de lista que Passos Coelho escolheu para liderar a lista dos partidos do governo no circulo eleitoral de Beja.

A candidata, começou a intervenção afirmando que já se sente em casa e que foi com muito gosto que aceitou ser cabeça de lista por Beja, tendo estabelecido  como objectivo ser considerada "uma filha do Alentejo".

Na sua intervenção Nilza de Sena teceu largos elogios à intervenção do governo no Alentejo e no sector agrícola, acusando o PS e o anterior governo de sempre ter desprezado este sector, afirmando que o PS devia, pela sua acção,  pedir desculpa aos portugueses e aos alentejanos em particular.

Sobre as propostas da coligação para o distrito, Nilza de Sena afirmou que Beja tem todas as condições para ser uma das regiões mais desenvolvidas do país , com pleno emprego e desenvolvimento sustentável. Para a candidata, os eixos principais de intervenção deverão ser, agricultura, produção de energia, e turismo, não esquecendo as acessibilidades e o reforço do papel do aeroporto. 

Nilza de Sena assegura que a sua missão não termina a 4 de Outubro, com a sua eleição como deputada, antes pelo contrário, garantindo ser aí que ela se inicia, como representante dos interesses da região.

Luis Dargent,que interveio na abertura da sessão, falando a propósito da escolha de Nilza de Sena como cabeça de lista por Beja, referiu que se mostra espantado, com alguns que se dizem disponíveis para receber milhares de refugiados Sirios, e depois se manifestam contra a vinda de uma candidata de Lisboa para Beja.

Mário Simões, numero dois da lista e presidente da distrital laranja, fez o balanço de 4 anos de mandato como deputado, considerando que foram quatro de anos de contacto directo com os agentes da região e que não se envergonha do trabalho feito. Sobre a lista de candidatos, afirma que é melhor que a dos adversários e que Nilza de Sena, pelas duas semanas de trabalho, já provou que vem para acrescentar valor.

 


Comente esta notícia