Posto Territorial da GNR de Serpa

Com um valor global de 710 mil euros, o despacho é assinado pela secretária de Estado adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto e esta obra é há muito esperada em Serpa, quer pelos militares da GNR, quer pela própria população e já foi anunciada anteriormente, em 2015, pelo Governo, que previa a sua conclusão para 2017, lembra a autarquia.

A Câmara Municipal de Serpa recorda, também, que cedeu um edifício para instalação de novo Posto Territorial da Guarda Nacional Republicana, em março de 2015, através de protocolo que previa a cedência gratuita do edifício designado por “Escola Primária do Jardim”, propriedade do Município e que esta cedência teve por base as atuais condições das instalações desta força militar, que pela sua antiguidade e dimensão, não dispõem dos requisitos mínimos que assegurassem uma boa atuação e prestação de serviço público por parte da GNR.

A Câmara Municipal considera, ainda, que os problemas de segurança que existem no concelho de Serpa não vão ficar resolvidos com as obras de requalificação do novo posto, pois passam sobretudo pela falta de investimento, por parte do Governo, no número de efetivos e na quantidade de recursos físicos adstritos ao Posto Territorial de Serpa.


Comente esta notícia