Reunião Olivum

“Inovação como estratégia disruptiva no âmbito da olivicultura mundial” foi o mote daquele encontro onde se refletiu, também, “sobre como a nova olivicultura pode beneficiar o setor internacional de produção de azeite” e se destacou “as conquistas da modernização do setor oleícola.”

Neste encontro preparatório, José Luís Múrcia, diretor da WOOE, explicou que Portugal foi o país escolhido “pela importância que o setor tem, mais concretamente na região do Alentejo”, que, frisou, ser “líder em produção e inovação”.

Pedro Lopes, presidente da OLIVUM, considerou, a propósito desta realização na sede da Associação, ser este “um sinal claro que Portugal, e em particular o Alentejo, está cada vez mais a liderar a olivicultura moderna internacional”.

A World Olive Oil Exhibition (WOOE) é nos dias 18 e 19 de março, em Madrid.


Comente esta notícia