Voltar

Agricultura

Fenareg exige que Governo ative contratos de eletricidade sazonais para regadio

Agricultura

Fenareg exige que Governo ative contratos de eletricidade sazonais para regadio

Foto: Freepik

A Federação Nacional de Regantes (Fenareg) exige que o Governo ative os contratos de eletricidade sazonais para o regadio. Em comunicado referem que, em Espanha, foi prolongado "o prazo da medida de flexibilização temporal dos contratos de fornecimento de energia elétrica, em vigor desde 2022" e que "esta permite aos regantes espanhóis manterem a possibilidade de alterar a potência elétrica contratada num prazo inferior a 12 meses. E, em França, esta medida sempre existiu".

No mesmo documento, os regantes sublinham que "em Portugal, a potência contratada continua a ser cobrada aos agricultores durante todo o ano, quando na realidade a atividade só ocorre durante seis meses por ano. A limitação está na legislação nacional que apenas permite uma alteração, por ano, do contrato para redução de potência, o que não se adequa às necessidades do setor". 

Para a Fenareg "é urgente encontrar uma solução para este custo «elevado» para os agricultores portugueses que resulta do facto de não terem acesso a uma tarifa sazonal e serem obrigados a pagar uma potência que não utilizam".

De acordo com esta entidade, "em Portugal, os preços de eletricidade são dos mais altos da Europa e mais de metade da fatura são impostos e taxas". Deste modo, a Fenareg considera que "é fundamental que os agricultores portugueses beneficiem das mesmas condições que os seus pares de outros Estados-membros da UE, mantendo a necessária competitividade no mercado agrícola global". 

Nesse sentido, a FENAREG enviou à Ministra do Ambiente e Energia e ao Ministro da Agricultura e Pescas, o memorando para a sustentabilidade energética do regadio, apontando cinco medidas consideradas como prioritárias, tais como "os contratos de eletricidade sazonais, a substituição das fontes de energia convencionais por renováveis, o programa de eficiência energética do regadio, a constituição de comunidades de energia nos sistemas de regadio e, ainda, a eletricidade verde para 40% a 50% do valor fatura". 


PUB
PUB
PUB

Música

Diogo Zambujo Lança single de estreia "O Mundo Sou Eu"

Acabou de tocar...

Grande feira do Sul 2024 registada pela Voz da Planície, em fotografias

BEJA meteorologia
Top
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.