Voltar

Atualidade

Mértola reivindica abastecimento doméstico de água a Mesquita, na freguesia do Espírito Santo

Atualidade

Mértola reivindica abastecimento doméstico de água a Mesquita, na freguesia do Espírito Santo

Foto: Facebook JF Espírito Santo

O Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) fez a sua reunião descentralizada em Entradas, concelho de Castro Verde. Neste encontro foi aprovada, por unanimidade, a tomada de posição sobre o “Reforço de Abastecimento de Água ao Algarve – Solução de Tomada de Água no Pomarão”. Um documento onde os 13 municípios da CIMBAL apoiam a posição de Mértola na reivindicação do abastecimento doméstico de água à freguesia do Espírito de Santo, através do projeto de tomada de água ao Pomarão para o Barlavento algarvio.

Durante a consulta pública do projeto de captação de água do rio Guadiana no Pomarão, no concelho de Mértola, para abastecimento ao Algarve, através de uma conduta adutora até à Albufeira de Odeleite, a Câmara de Mértola emitiu pareceres negativos, bem como a Associação de Municípios para a gestão da Água Pública do Alentejo. Neste contexto, a CIMBAL, na reunião realizada esta semana no âmbito do Conselho Intermunicipal, decidiu, tendo em conta "a relevância que a gestão dos recursos hídricos tem para o território" demonstrar o seu total apoio à Câmara de Mértola, através de uma posição conjunta que fez chegar às diversas entidades com responsabilidades em matéria de gestão da água.

Na posição sobre o “Reforço de Abastecimento de Água ao Algarve – Solução de Tomada de Água no Pomarão”, aprovada por unanimidade, a CIMBAL reconhece a necessidade de não poder existir em Mértola "uma ligação de água a passar por este concelho, através de uma conduta, nomeadamente na freguesia do Espírito Santo que carece de crónicas faltas deste bem, sem se garantir o seu abastecimento doméstico".

Foto: Facebook CM Mértola

António Bota, presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL, explica à Voz da Planície que "com esta posição conjunta não se está contra ao abastecimento de água ao Algarve, mas sim a favor, tal como reivindica Mário Tomé, presidente da Câmara de Mértola, da instalação de um local de distribuição que garanta o abastecimento às diversas localidades da freguesia do Espírito Santo antes de chegar à Barragem de Odeleite", no Barlavento algarvio.

Foto: Facebook CM Mértola

Mário Tomé, presidente da Câmara de Mértola, explica à nossa rádio que "há muitos anos que os espanhóis tiram água do Pomarão para o seu regadio" e que agora "foi desenhada uma solução para o País, visando de novo o Pomarão, que deixa, infelizmente, as populações do Espírito Santo de fora".

Mário Tomé sublinha que "Mértola tem muitas localidades que são abastecidas por furos em virtude da seca e da consequente falta de recursos hídricos que se faz sentir neste concelho". E neste contexto realçou que muitas destas populações "só conseguem fazer face ao consumo doméstico de água com o reforço, que a autarquia garante, com abastecimento por autotanques no verão e até no inverno".

O presidente da Câmara de Mértola refere que no início deste processo o "descontentamento era grande", mas diz, também, que "agora há um compromisso de se tentar resolver esta matéria, ou seja, encontrar uma solução para a freguesia em causa" e que acredita nesta possibilidade. Mário Tomé avança, ainda, que as entidades responsáveis foram "convidadas a visitar o concelho e a conhecer esta realidade" e que tem reunião marcada com a ministra do Ambiente, Maria da Graça Carvalho, dia 26 deste mês, para tratar este assunto.

Recordamos que o Bloco de Esquerda (BE) defendeu que o investimento no projeto de “Reforço do Abastecimento de Água ao Algarve – Solução da Tomada de Água no Pomarão” deve ter como “prioridade o abastecimento doméstico, nomeadamente das populações envolventes: na freguesia do Espírito Santo, Mesquita, Sedas, Jambuzal, Vicentes, Alcaria do Javazes, Álamo, Bicada, Besteiros, Roncão, Boavista, Moinhos de Vento, Herdade de Colgadeiros, Herdade de Almunia Velha; Lombardos, na freguesia de Mértola; e ainda diversas localidades dos concelhos de Alcoutim e Castro Marim, cujo abastecimento no verão é assegurado por autotanques”. Uma posição esplanada na resolução que o BE apresentou e que foi aprovada, em Assembleia da República, em janeiro de 2023.

Questionado sobre esta recomendação, Mário Tomé disse que agradece ao BE esta posição "na qual a Câmara de Mértola se revê" e que "importante, também, é o que a autarquia está a fazer para resolver esta matéria, bem como a posição de solidariedade que a CIMBAL tomou esta semana".

O Bloco de Esquerda (BE) fez chegar, entretanto, à Voz da Planície um comunicado onde refere que "esta tomada de posição conjunta da CIMBAL é justa, e oportuna, só pecando por tardia".
Neste documento, o BE refere, ainda, que a "atual ministra o Ambiente, Maria da Graça Carvalho, conhece a região e tem manifestado a intenção de pôr fim às captações ilegais de água no Guadiana, por parte de agricultores espanhóis e também em território nacional".

PUB
PUB

Música

Diogo Zambujo Lança single de estreia "O Mundo Sou Eu"

Acabou de tocar...

Grande feira do Sul 2024 registada pela Voz da Planície, em fotografias

BEJA meteorologia
Top
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.