Marciano Lopes

A ideia de criar um pacto inter-partidário pelo Baixo Alentejo consiste em convidar todos os partidos do distrito a realizarem um fórum conjunto, denominado “Pelo Baixo Alentejo”, com o propósito de celebrar uma aliança pelo desenvolvimento, assente nos pontos que o consenso partidário estabelecer, no sentido de se obrigar Governo, e demais entidades responsáveis, à concretização das reivindicações efetuadas, num futuro próximo. Tal como esclareceu Marciano Lopes.

Marciano Lopes deixou claro, igualmente, na apresentação do manifesto da sua candidatura, as motivações que o levaram a candidatar-se, pela primeira vez, à presidência da Distrital de Beja do PSD.

Reorganizar e redinamizar a JSD distrital e concelhia e promover a militância têm como objetivo reforçar o partido, outra das grandes metas desta candidatura. Dinamizar o funcionamento das secções em todos os concelhos; apoiar os eleitos locais e promover a participação dos simpatizantes são, também, alguns dos pressupostos do manifesto revelado à comunicação social. Mas a candidatura de Marciano Lopes quer ir mais longe e já está a pensar nos desafios eleitorais de 2019. Neste contexto, a candidatura de Marciano Lopes quer que o PSD seja a principal voz a exigir progresso para o distrito, nos dois desafios eleitorais que tem pela frente, Europeias e Legislativas. Aproximar o PSD dos cidadãos é outra das metas apresentadas e neste caso, esta candidatura assume o compromisso de apresentar propostas para as temáticas mais relevantes do distrito, entre elas a saúde, o aeroporto, o Alqueva e o Porto de Sines.

As eleições para a Distrital de Beja do PSD estão marcadas para o dia 16 deste mês e na corrida à liderança está, ainda, Gonçalo Valente.


Comente esta notícia

Força Marciano Lopes, acredito no teu objectivo, sempre defendes-te as tuas ideias, contigo o Alentejo será muito melhor.

Francisco José de Carvalho Eusébio

10/02/2019

Galeria de fotos