PCP Alentejo

Rogério Silva, da DRA do PCP, acusa ainda o PS de não assumir, por opção, uma rotura clara com a política de direita, apesar de alguns avanços.

Esta foi uma das ideias que saiu da última reunião da DRA do PCP, que analisou também a situação económica e social na região que, segundo os comunistas continua a ser duplamente marcada por décadas de política de direita da responsabilidade de PS, PSD e CDS, agravada pela discriminação em relação ao interior.

Ainda segundo, Rogério Silva, na reunião, foram reafirmadas as propostas de investimento que o PCP tem para a região e que urge concretizar, colocando na reprogramação dos fundos comunitários, entre outros, os projectos da Barragem do Pisão, do Hospital Central do Alentejo em Évora e da Electrificação da Linha Ferroviária entre Casa Branca e Beja.

Para o PCP, importa ainda disponibilizar fundos sem qualquer discriminação para investimentos no sector da água, conforme resolução aprovada pela Assembleia da República por iniciativa comunista. A qualificação geral das estradas da região, da ferrovia, melhorando a mobilidade, a qualificação dos equipamentos escolares e da saúde com a manutenção e reforço de valências hospitalares e meios para a melhoria da prestação dos serviços de saúde em cada uma das sub-regiões, são outros aspectos que, segundo, a DRA, devem ser considerados.




Comente esta notícia